Educação inclusiva no ensino de Química: A utilização da metodologia de ensino bilíngue na valorização dos artefatos culturais da comunidade surda

Resumen

A Língua Brasileira de Sinais (LIBRAS) completou 20 anos como língua oficial no Brasil, reconhecida pela Lei nº 10.436, de 24 de abril de 2002. Essa data marca um avanço importante para a Comunidade Surda (CS), mas ainda há muito a ser feito para garantir a inclusão social plena dessa parcela da população. Um dos fatores que comprometem a qualidade de vida de pessoas surdas é a falta de profissionais capacitados em LIBRAS em diversos setores da sociedade, principalmente da educação. Nesse contexto, é fundamental investir na capacitação de profissionais em LIBRAS, na promoção de um ensino fundamentado nos artefatos culturais da CS, a exemplo, o uso da experiência visual, a metodologia de ensino bilíngue e a presença do Tradutor Intérprete da Língua de Sinais (TILS) no contexto escolar. Por essa razão, a pesquisa em tela objetivou a utilização de uma metodologia de ensino bilíngue por intermédio da criação de materiais didáticos inclusivos e no desenvolvimento de um jogo lúdico acessível sobre a Química Verde e Sustentável (QVS). O trabalho foi desenvolvido por meio da abordagem qualitativa de cunho participante e os resultados obtidos demonstraram a efetivação da implementação de metodologias inclusivas no favorecimento da interação professor-aluno, do trabalho em conjunto com os TILS e da participação ativa de estudantes surdos dentro da sala de aula. Destarte, almeja-se com esse trabalho contribuir para a ampliação da Educação Inclusiva (EI) no ensino regular e na valorização dos artefatos culturais da Comunidade Surda.

Presentadores

Alessandra Marcone T Figueiredo
Professora, Coordenação do Curso Superior de Licenciatura em Química, Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia da Paraíba (IFPB) Campus João Pessoa, Paraíba, Brazil

Details

Presentation Type

Ponencia temática de un trabajo

Theme

Tecnologías en el aprendizaje

KEYWORDS

Química Verde, Metodología de Ensino Bilíngue, Artefatos Culturais, Educação Inclusiva